terça-feira, 9 de junho de 2009

Filme Lésbico em cartaz


Filme Lésbico em cartaz

Curta metragem brasileiro que aborda romance lésbico“INOCENTE”
Esse é o nome do filme que está em cartaz em São Paulo e estreou semana passada.
Voltado para todos os públicos, sem censura, o filme discute uma relação conturbada entre um casal de namoradas, vivido por Lucy Ramos e Patrícia Pichamone, duas jovens atrizes com larga experiência no cinema, na TV e no Teatro.
Com direção e roteiro de Thiago Luciano e Beto Schultz, dois jovens cineastas, com currículos invejáveis, eles comentam sobre a obra como uma oportunidade de lançar um tema incomum na cena audiovisual, e retratá-lo de forma natural. Mesmo assim, cenas de sexo ou beijo não devem ser esperados, pois não aconteceram na ficção. Uma pena, não é?
No cinema brasileiro ainda há cautela dos seus criadores em relação à abordagem de histórias com conteúdo exclusivamente voltado para gays e lésbicas. Essa carência é notória nas sessões semanais que dispomos, e mais ainda quando vamos a festivais assistir a nova cena audiovisual.
São poucas as obras que trabalham de forma explícita o amor, o ódio, a perda, e a comédia que existem no dia-a-dia GLBTS. Essa falta de espaço faz com que nós telespectadores desse cinema segmentado, e desinteressado em demonstrar o que se passa conosco, nos engajem a participar dessas obras mais a fundo, buscar e conquistar um espaço tão nosso também. É importante assistir a filmes como esses filmes lésbicos e brasileiros. Assim temos embasamento para criticar de forma qualificada o espaço obtido, e desejar que mais pessoas tenham contato com essas obras, e acabe com esse “tabu” de que histórias românticas lésbicas são poucas, são pornográficas, são descartáveis e sim de fato, dar-se mais valor. Levantar a auto-estima da ficção que retrata o real, mas ainda é vista como parte que precisa ser lapidada para obter visibilidade. O que não é verdade. O que se precisa é sim, ter mais interesse, mais espaço e menos cortes.
Mais cinema Lésbico, essa é a pedida!
Enquanto isso, caras leitoras Paulistas, apreciem o filme ‘Inocente’. Demais estados, aguardem o bom e velho download no Youtube, ou torçam para que o filme chegue em mostras cinematográficas regionais. Peçam bis’, e esperem para ver suas vidas retratadas mais vezes na tela do cinema.
Fica a dica: se nada disso saciar sua vontade de ‘cinema e pipoca’, escrevam roteiros, se unam e produzam suas próprias obras!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário